TI

Gestão de riscos em TI: quais os impactos de uma má gestão

Escrito por Márcio Abreu

Os negócios de uma empresa demandam informações para que seus processos, transações comerciais, comunicação com os clientes e diversas outras atividades, possam ocorrer da forma adequada e permanente. Assim, os recursos tecnológicos utilizados para acessar os dados e manipulá-los devem permanecer disponíveis e apresentar alta performance.

A adoção de boas práticas em gestão de riscos em TI minimizam a possibilidade de falhas e aumentam a eficiência do uso de seus equipamentos e sistemas. 

Mostraremos no post de hoje eventuais problemas relacionados à má gestão de TI e algumas dicas para mantê-la nos trilhos. 

Problemas decorrentes de uma má gestão de TI

São diversos os problemas que podem afetar o setor de TI ocasionando interrupções e falhas nos sistemas e equipamentos. Podem ocorrer em função de quedas de energia; desastres naturais; falhas humanas; ataques de invasores; incompatibilidade entre sistemas, tabelas de bancos de dados corrompidas, entre outras.

Como consequência, a empresa tende a sofrer prejuízos das mais diversas naturezas como:

Perda de produtividade

Quando um sistema ou os dados que ele acessa se tornam inacessíveis, os profissionais que o utilizam ficam parcialmente ou totalmente impossibilitados de trabalhar. Com isso, os trabalhos levam mais tempo para serem entregues levando a uma insatisfação do cliente. Outra consequência é a necessidade de realização de horas extras que, por serem mais caras, deterioram as margens de lucro.

Outro gargalo é que, quando a empresa investe em tecnologia, a expectativa é que aumente sua eficiência e assim tenha maior qualidade e rapidez na produção e entrega. Problemas que impedem o acesso aos recursos tecnológicos adotados, reduzem esses benefícios, fazendo com que o investimento não dê retorno.

Comprometimento das vendas

Muitas vendas são feitas online ou pelo menos demandam que sejam feitas consultas por meio de seus sistemas para identificação de informações de que o cliente necessita para viabilizar a compra:preço, disponibilidade em estoque etc. Caso os sistemas ou os dados que eles acessam não possam ser utilizados ou tenham um funcionamento precário, o processo de venda se torna lento ou até mesmo impossível de ser realizado. O cliente então pode desistir ou procurar outro fornecedor.

Perda de informações

As informações geradas pela empresa a partir de suas operações internas e de interações com clientes e fornecedores são muito valiosas. Quando analisadas, ajudam a compreender o histórico de atuação e assim ter uma referência para melhorar seus produtos, processos e a entender melhor o cliente.

Perder informações, além de anular os benefícios que podem ser extraídos delas, podem prejudicar a empresa de diversas formas. Informações sobre projetos; dados de clientes; informações para o departamento financeiro; contratos; enfim uma infinidade de arquivos em formato digital são importantes para seu andamento. Perdê-los acarreta as mais diversas consequências como multas, atrasos e retrabalhos.

Vantagens de uma boa governança de TI

A gestão de riscos gera benefícios como:

  • aumento da lucratividade: ao minimizar falhas e interrupções no serviço, o cliente passa a ter mais confiança em relação a utilizar seus sistemas como lojas virtuais ou sistemas web. Assim, temos um ganho de fidelização;
  • uso de tecnologias para extrair valor dos dados: dados mantidos por um longo tempo, com segurança e qualidade, poderão ser analisados pela empresa utilizando ferramentas de BI ou Big data em seus processos de inovação e melhoria de processos.

Dica para uma gestão eficiente da informação

Manter uma infraestrutura de TI demanda altos investimentos, tanto para a aquisição de equipamentos robustos e confiáveis, quanto para a sua manutenção, que exige profissionais qualificados e constantemente trabalhando para checar se está tudo em ordem.

Considere a locação de servidores em um data center que poderá lhe dar condições para monitorar sua infra estrutura, tenha conhecimento em governança de TI e que irá manter os servidores ativos, com alta qualidade e performance.

Desse modo, notamos que a gestão de riscos em TI é essencial para que a empresa possa dar alta disponibilidade de acesso às suas informações. Isso tem como vantagem ganhos de lucratividade, aumento da satisfação do cliente e possibilita um bom uso das informações para melhorar de seus serviços.

Gostou este artigo? Você vai gostar de ler também: Planejamento de infraestrutura de TI: saiba como ter sucesso! 

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter

Assine nossa newsletter para receber informações e dicas interessantes sobre Data Center e TI.

Enviaremos, no máximo, um email por semana com a sintese dos ultimos artigos escritos.

 

Parabens! Você está inscrito em nossa Newsletter !

Sobre o autor

Márcio Abreu

Acreditado pela Uptime Institute e certificado pelo The Icor. É hoje um dos profissionais com maior experiência em projetos e construções de Data Ceters, no Brasil. Especialista na concepção , validação do projeto , análise de riscos das instalações, acompanhamento, controle e comissionamento de construções de Data Center .

Site : http://www.innotechno.com.br

Deixar comentário.

Share This
/* ]]> */