Data Center

Elaboração de RFP para Data Centers

Data Center RFP
Escrito por Márcio Abreu

Não leve gato por lebre….

Não perca dinheiro…

Se você quer construir um Data Center de alta confiabilidade, disponibilidade, a um custo adequado, e não ter surpresas durante a obra, é essencial que se tenha uma boa RFP para Data Center . 

Uma RFP bem formulada direciona as empresas, minimiza custo adicionais com trabalhos refeitos, aditivos ou mal entendimento por parte dos proponentes à construção do Data Center 

Entenda os passos a se seguir para a confecção de RFP para o seu Data Center

Mas o que é uma RFP ?

RFP é uma sigla em inglês de “Request  For Proposal” ( Solicitação de Proposta ).

Ele é o documento que conduz todos os proponentes na execução de uma obra.

Nele estão inclusos todos os parâmetros, técnicas, especificações e requisitos a serem adotados para a sua construção.

A RFP também deve incluir a organização do projeto, cronograma de marco esperado, cronograma de construção atual e matriz de responsabilidade.

Veja abaixo alguns passos a serem seguidos na confecção de uma RFP para Data Center :

Entendimento das necessidades da empresa

O primeiro passo para se construir um bom Data Center é entender o por quê de sua construção.

negocio_empresa

Temos que entender o negócio da empresa e o que ela deseja alcançar construindo este Data Center.

Entender o negócio não significa somente entender  qual a demanda do negócio hoje e sim entender a demanda atual e as perspectivas para os próximos 10 anos.

Um bom entendimento das necessidades da empresa irá guiar o consultor responsável pela confecção da RFP a definir qual área, equipamentos e sistemas de apoio necessários ao atendimento da demanda atual e futura da empresa além de otimizar o TCO (Total Cost of Ownership). 

Definição da capacidade Inicial/Final de área, potência elétrica e refrigeração

Entendendo-se bem a necessidade do negócio, o próximo passo é definir qual o modelo de Data Center mais adequado  e respectiva área, potência elétrica e  refrigeração necessária.

Temos que ter em mente o período de 10 anos de operação do Data Center porém otimizarmos o capital para a necessidade atual.

De acordo com o negócio e perceptivas de crescimento do negócio podemos optar por um dos três tipos de Data Center :

  • Data Center Tipo 1: Data Center Modular;
  • Data Center Tipo 2: Ocupa uma pequena área de acordo com a demanda atual;
  • Data Center Tipo 3: Um Data Center compartimentado em uma pequena área dentro de uma área maior

Para maiores informações leia o artigo : Data Center para pequenos negócios? Qual modelo utilizar ?

Desenho do Projeto Conceitual em 3D

Definindo-se as necessidades do Data Center, parte-se para a construção de um projeto conceitual em 3D.

Data Center 3D

Um projeto de Data Center em 3D trás os seguintes benefícios :

  • Melhor entendimento do projeto pela empresa;
  • Melhor entendimento do projeto por quem for construí-lo;
  • Facilidade de se explorar alternativas de projeto;
  • Facilidade na detecção de falhas de projeto

Definição da infra-estrutura / equipamentos de sustentação / segurança

Uma vez que temos o projeto conceitual desenhado, definimos e especificamos toda a infra-estrutura necessária para ele:

  • Especificação paredes corta-fogo;

sala segura

porta-fechad-abloy

  • Especificação e quantidade de luminárias do sistema de iluminação;

Luminaria Led

  • Especificação do tipo e carga suportada do piso elevado;

piso

  • Especificação da infra-estrutura necessária para o cabeamento lógico e elétrico;

Calha com cabos

  • Definição da categoria do Data Center ( TIER II, TIER III, TIER IV)

TIERIII

  • Quantidade e potencia e especificação dos equipamentos de ar condicionado;

Refrigeração corredor

  • Quantidade e potência e especificação dos equipamentos UPSs ( No Break);

  • Quantidade e especificação dos quadros elétricos de acordo com a categoria adotada de Data Center;

Quadro PTTA

  • Lógica a ser adotada ( “Top of rack”; cabos ópticos; cabos metálicos );

Top of Rack

  • Especificação cabeamento Lógico ( cabos ópticos pré-conectorizados de fábrica; cabos metalicos cat6A);

MPO

  • Especificação do cabeamento elétrico;

  • Especificação do sistema de controle de acesso;

Controle de acesso facial

  • Especificação do sistema de CFTV;

CFTV

  • Especificação do software de gerenciamento da infra-estrutura – DCIM ( “Data Center Infrastructure Manager” )

DCIM

Sugerir cronograma de instalação definindo marcos esperados

“Não se gerencia o que não se mede,
não se mede o que não se define,
não se define o que não se entende,
e não há sucesso no que não se gerencia

(William Edwards Deming)

É muito importante se definir um cronograma com os marcos a serem alcançados pela empresa que for construir o seu Data Center.

Se não forem definidos marcos, cada atraso acumulado pode gerar um tempo de construção muito maior do que o esperado resultando em custos financeiros.

Definir a matriz de responsabilidades

Importante se faz definir :”o pai da criança”…

Em cenários complexos que envolvem muitas pessoas, é conveniente definir uma matriz de responsabilidades em relação aos entregáveis. Isso ajuda a estabelecer as expetativas e a assegurar que as pessoas sabem e entendem o que se espera delas. A matriz de responsabilidades permite descrever o papel e responsabilidades de cada um dos participantes.

É importante saber quem tem autoridade para falar pela empresa contratante e quem tem a autoridade de falar pela empresa construtora.

Estabelecer premissas para comissionamento / Aceitação da obra;

O comissionamento é o processo que assegura que os sistemas e componentes do Data Center estejam projetados, instalados, testados, operados e mantidos de acordo com as necessidades e requisitos operacionais.

Aatividades de comissionamento, no seu sentido mais amplo, são aplicáveis a todas as fases do empreendimento, desde o projeto básico e detalhado, o suprimento e o diligenciamento, até a construção e a montagem.

Na prática, o processo de comissionamento consiste na aplicação integrada de um conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia para verificar, inspecionar e testar cada componente físico do empreendimento, desde os individuais, como peças, instrumentos e equipamentos, até os mais complexos, como módulos, subsistemas e sistemas.

A aceitação da obra é uma consequência do término do comissionamento com a respectiva entrega do Data Book e As-Bilts do Data Center.

É recomendado que na RFP possua uma cláusula para que a empresa que for construir o Data Center coloque em seu orçamento verba para contratação de uma terceira empresa, por conta própria, para realizar o comissionamento.

O ideal é que a empresa que fará o comissionamento não seja a mesma empresa que fez o Data Center.

Definir premissas para garantia/ manutenção preventiva / corretiva

O grande erro na confecção de RFPs para construção de Data Centers é não se prever a sua manutenção preventiva e corretiva .

O contrato de manutenção preventiva tem que iniciar no momento em que o Data Center começa a operar.

Se não forem feitas as manutenções preventivas de acordo com que preconiza cada fabricante o Data Center pode, inclusive, perder sua garantia.

Para ser mais didático seria como a garantia de um carro. Se você não fizer a revisão de 10.000 km , perde a garantia.

Mas não basta somente se colocar na RFP o fornecimento da manutenção preventiva/ corretiva.

É essencial que se coloque suas condições e prazos de atendimento (SLAs).

A definição do tempo e condições de garantia é outro item que quem for confeccionar a RFP não pode se esquecer.  Por exemplo : Uma empresa, para ganhar uma concorrência com preços baixos, pode colocar em sua proposta que a manutenção de determinado item seria balcão, inviabilizando o contrato e ocasionando termos aditivos no futuro.

Definição da capacidade técnica necessária dos proponentes

Por ultimo, mas não menos importante, é a definição da capacidade técnica das empresas que participarão da concorrência para a construção do Data Center.

Necessário se faz a exigência de apresentação de atestados de capacidade técnica , registrados no CREA, de que a empresa tem capacidade para execução da obra que se propõem fazer.

Importante também é a apresentação de atestados de que os profissionais que executarão a obra possuam certificações reconhecidas no mercado tal qual a ATD ( “Accredited Tier Designer”) da Uptime Institute.

atd

E ai …

Está confeccionando uma RFP para Data Center ?…

Deixe-nos ajuda-lo! Contacte-nos ! Visite nosso site!

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter

Assine nossa newsletter para receber informações e dicas interessantes sobre Data Center e TI.

Enviaremos, no máximo, um email por semana com a sintese dos ultimos artigos escritos.

 

Parabens! Você está inscrito em nossa Newsletter !

Sobre o autor

Márcio Abreu

Acreditado pela Uptime Institute e certificado pelo The Icor. É hoje um dos profissionais com maior experiência em projetos e construções de Data Ceters, no Brasil. Especialista na concepção , validação do projeto , análise de riscos das instalações, acompanhamento, controle e comissionamento de construções de Data Center .

Site : http://www.innotechno.com.br

Deixar comentário.

Share This
/* ]]> */